gestão baseada em dados gestão baseada em dados

Gestão baseada em dados: assertividade em momentos de crise

7 minutes to read

O processo decisório nas empresas é parte importante na condução do negócio. Esse momento surge para todos os setores da companhia, de forma integrante à rotina. Atualmente, a gestão baseada em dados é a maneira mais precisa e eficaz de administrar, garantindo que ela alcance resultados estratégicos, sendo capaz de desenvolver suas áreas em prol de objetivos.

Trabalhar com dados é uma tarefa diretamente associada à tecnologia digital. Os recursos e ferramentas proporcionadas nos últimos anos capacitaram empresas a analisar seus dados e transformá-los em informação valiosa que compõe relatórios. De modo geral, investir em gestão baseada em dados é essencial para potencializar resultados e alcançar objetivos.

Neste post abordaremos o assunto, a partir da percepção de Jorge Garcia, Principal Analyst, BI and Data Management da Technology Evaluation Centers (TEC). Confira!

O que é a gestão baseada em dados e como ela se faz importante?

A gestão baseada em dados é um método de administração de empresas que foca a tomada de decisão a partir de informações extraídas da análise dos dados gerados pela companhia. Com a transformação digital como realidade, as empresas executam mais suas tarefas cotidianas em softwares e ferramentas que produzem dados em larga escala.

A partir disso, essas companhias passam a ter diversas fontes de informação em seus arquivos e registros, como e-mails, planilhas, dados de Analytics, arquivos, entre outros. A partir desses locais, é possível captar todo o conteúdo, analisá-lo e, a partir dele, gerar informações e insights sobre o negócio.

A importância desse método

Ao gerir uma empresa, diversas variáveis precisam ser consideradas. O comportamento do público, a necessidade do consumidor, o nível de competitividade do mercado, a produtividade dos colaboradores e os resultados financeiros, por exemplo, são alguns desses fatores.

Para detectar isso tudo é necessário extrair dados das fontes, de modo que eles ajudem a criar um cenário para análise. Assim, a empresa terá informações sobre suas vendas, seus custos e sobre quais produtos o seu consumidor mostra mais interesse, entre outras questões. A principal importância de ter essas informações em mãos é tomar decisões a partir delas.

Gestores que buscam resultados precisos e alinhados com a estratégia da empresa não podem tomar decisões na intuição ou em perspectivas pouco concretas. Os dados se fazem importantes porque mostram a realidade de cada setor da companhia, ou seja, qualquer decisão relacionada a essas áreas pode ser tomada com uma base concreta, ou seja, informação.

Quais as razões para investir em gestão baseada em dados?

Uma empresa tem muitas razões para investir na gestão baseada em dados, e essas vão desde a melhoria produtiva até a redução de custos. A seguir, entenda cada um dos pontos principais e essenciais e de que maneira preenchê-los pode ser fundamental para o desenvolvimento estratégico de uma companhia.

Melhorias contínuas em todos os setores

Os dados estão disponíveis de modo geral, em fontes que abrangem todos os setores de uma empresa. Consequentemente, todas as áreas podem ter seu desempenho avaliado para, a partir disso, gerar uma visão amplificada e detalhada sobre os resultados, sempre com um propósito principal: buscar melhorias e adequações à estratégia da empresa.

O time de vendas, por exemplo, consegue ter seu desempenho mensurado e, a partir disso, entende em que pontos pode melhorar. Marketing pode recolher dados de preferência e de consumo dos clientes da marca para entender melhor as suas expectativas, e então desenvolver campanhas e uma comunicação mais precisa. Todo setor pode se aproveitar da gestão baseada em dados.

Prevenção de erros

Erros fazem parte da jornada de uma empresa, mas a melhor forma de reduzi-los e, principalmente, agir na prevenção, é mensurando os riscos e analisando aqueles que já aconteceram. Os dados são fundamentais para que a empresa saiba quais são seus pontos de instabilidade e também para detectar em quais momentos houve falhas.

A partir desses insights e percepções possibilitadas pelos dados, um trabalho preciso e estratégico pode ser executado, visando totalmente impedir que esses problemas aconteçam. Antever um problema é uma das principais vantagens que os dados proporcionam, e isso pode ser decisivo em uma gestão eficaz.

Redução de custos

A redução de custos em uma empresa pode vir de duas formas. A primeira está relacionada à otimização, essa que pode ser conquistada por qualquer departamento, dentro da gestão baseada em dados. Seguindo o exemplo do Marketing, se ele tem maior conhecimento sobre quais estratégias funcionam melhor, naturalmente investe melhor e aumenta o ROI das campanhas.

O segundo ponto fundamental para a redução de custos é a capacidade que os dados dão de entender em detalhes todos os custos e despesas da companhia. Se há um entendimento mais detalhado, há também a possibilidade de estudar como reduzir esses custos, propondo investimentos e cortes que vão ajudar as finanças.

Assertividade na tomada de decisões

A tomada de decisões é o processo mais importante no trabalho de gestão. Esse momento só pode ser eficaz se há dados capazes de permitir análises profundas e que vão transformar um grande nível de conteúdo em informação precisa e clara. Ela, por sua vez, alimentará relatórios estratégicos importantes que trarão percepções e certezas sobre todos os setores da empresa.

Com essas informações em mãos, gestores estarão prontos para tomar decisões importantes, sem nenhuma dúvida, já que estão trabalhando com bases sólidas, extraídas de um trabalho automatizado. Esses dados são seguros e representam de maneira fiel os resultados da empresa, já que são captados por meio de ferramentas especializadas.

Qual é o impacto dos dados em momentos de crise?

Momentos de crise, como a do coronavírus, colocam empresas diante de responsabilidades ainda maiores na hora de tomar decisões. Se no cotidiano já não há espaço para erros e imprevisibilidade, isso aumenta quando o cenário não é dos mais confortáveis.

Decisões nesse momento precisam ser tomadas a partir das bases mais sólidas possíveis, ou seja, informação concreta a partir de percepções e análises aprofundadas. Qualquer erro nesses momentos pode custar caro às empresas, colocando em risco não só a gestão estratégica, mas até mesmo a continuidade do negócio.

Riscos minimizados ao máximo

A crise impõe aos gestores riscos constantes e ainda maiores, por isso é importante trabalhar com a margem mínima possível de erros. Há em jogo, além da estabilidade da empresa, a vida de colaboradores, o que aumenta muito a responsabilidade. As informações trazem uma percepção concreta e realística, mostrando o horizonte mais claro possível para que o gestor não erre.

Minimizar riscos, nesse momento, pode ser essencial para tomar decisões precisas e seguras em relação a demandas como:

  • corte de custos e investimentos;
  • alocação de recursos;
  • adequação de operações;
  • modificações na cadeia de suprimentos;
  • decisões gerenciais mais cotidianas.

Sem dúvidas, a gestão baseada em dados é uma necessidade urgente a todas as empresas, mas isso é ainda mais potencializado em momentos de crise, como uma pandemia global. Com a precisão que informações confiáveis trazem, é possível manter o equilíbrio e a saúde de um negócio.

Gostou deste conteúdo? Assine nossa newsletter e receba outros posts como este diretamente no seu e-mail!

Posts relacionados

2 thoughts on “Gestão baseada em dados: assertividade em momentos de crise

Deixe um comentário