agricultura de precisão agricultura de precisão

Entenda como funciona a agricultura de precisão

6 minutes to read

O agronegócio é um ramo que enfrenta grandes desafios relacionados ao clima, à fertilidade do solo, aos desperdícios de sementes e fertilizantes, à colheita e a outras etapas e processos.

O mercado investe em soluções que promovam melhorias nesse sentido, aproveitando as novas tecnologias e desenvolvendo novos softwares, especializados em agricultura. Atualmente, vale dizer, existem várias opções acadêmicas e comerciais, com a finalidade de atender a perfis de consumidores diferentes e apresentando funcionalidades diversificadas.

Neste post, vamos falar sobre o desenvolvimento e a importância da agricultura de precisão. Saiba mais detalhes sobre este tema!

O que é agricultura de precisão?

O conceito de agricultura de precisão (AP) está relacionado à redução nos custos de produção e à redução na poluição do meio ambiente devido aos defensivos aplicados, contribuindo para aumentar a produtividade.

As soluções que permitiram esse tipo de agricultura foram os microprocessadores e GPS (dispositivos de posicionamento global). Eles podem ser acoplados a máquinas, como colheitadeiras, semeadoras e implementos agrícolas diversos.

Essas soluções facilitam o levantamento de dados, tabulação cumulativa e a aplicação precisa dos insumos. Nesse sentido, os softwares SIG (Sistema de Informações Geográficas) são um diferencial relevante para o agronegócio. Nos anos 1990, apareceram os softwares SIG especializados na área de agricultura.

Quais são as etapas da agricultura de precisão?

A agricultura de precisão se divide em três etapas básicas. Veja!

Coleta de dados

A finalidade principal dessa etapa é a coleta de dados para a identificação de cada uma das áreas de produção, como: o tipo de relevo e solo, a existência de pragas e ervas daninhas e outras coisas, além da produção que já existe. Nessa etapa, se efetua o mapa de produtividade da colheita, que consiste na base da AP.

Planejamento da gestão

A partir das informações contidas no mapa de produtividade, podemos analisar as variações e os fatores relacionados à produção. Assim, podemos desenvolver uma estratégia eficaz de gestão da agricultura, criando mapas para a aplicação dos insumos.

Nessa fase, também analisamos as amostras das ervas daninhas e do solo. Os mapas de produtividade e fertilidade contêm informações sobre:

  • fertilidade;
  • umidade do solo;
  • ocupação das ervas daninhas;
  • estrutura e drenagem do solo;
  • pH;
  • área em metros quadrados;
  • densidade das plantas.

Os mapas permitem elaborar um diagnóstico sobre cada parte da plantação. Após avaliar tudo que foi registrado, pode-se fazer a montagem do mapa para aplicar os insumos de forma localizada. Assim, o empreendedor fica sabendo qual o insumo que deve ser aplicado, em qual quantidade e em qual posição.

Aplicação localizada dos insumos

A terceira etapa da agricultura de precisão consiste no uso das máquinas para aplicação localizada dos insumos. Elas aplicam, automaticamente e sob controle, os insumos na agricultura, considerando os dados que foram coletados nas outras etapas.

São equipamentos que apresentam controle inteligente para distribuir os insumos, sejam sementes, fertilizantes, pesticidas, corretivos ou defensivos agrícolas.

Quais são as funcionalidades dos softwares?

Como mencionamos, há diferentes softwares de agricultura de precisão. Uma característica importante em um sistema de AP é o georreferenciamento. Por meio de uma referência visual do espaço, é mais prático analisar detalhes que mesmo dados numéricos sobre o desempenho da lavoura podem não fornecer. Veja alguns exemplos.

Mapas de desempenho mecânico

Os equipamentos realizam função relevante no agronegócio. Não é suficiente analisar o trabalho feito nas melhores condições, é preciso ainda considerar possíveis falhas.

Por meio de software, podemos analisar o desempenho em um terreno. Assim, alguns sistemas disponibilizam mapas de temperatura do motor, em que se observa em que lugares foram exigidos maiores esforços dele e em quais ele se saiu bem. Também vale para o mapa que analisa combustível.

O mapa de paradas e eventos também é uma boa opção. Se for necessário realizar uma parada, o operador pode registrar o motivo no painel. O sistema captura essas informações também com a hora, duração e local. Dessa maneira, podemos manter um controle mais preciso sobre o período de abastecimento, manutenções, refeições, substituição de operadores.

Lembre-se de que uma boa gestão deve aproveitar bem o tempo dispendido e o custo nas manutenções dos equipamentos, para que os gastos não se transformem em prejuízo.

Mapas para gestão de pulverização

A pulverização é da máxima importância para que a produção da lavoura seja bem-sucedida. Com um software inteligente, podemos facilitar o gerenciamento do processo.

O software pode disponibilizar mapas inteligentes, que tomam como base os limites geográficos em que as plantações se desenvolvem.

O mapa de volume permite comparar o volume aplicado com o volume planejado de pulverização, ou seja, você compara o volume ideal com o volume real.

A visualização geral da área de pulverização e uma escala que realça os volumes aplicados possibilitam a identificação de eventuais falhas entre planejamento e execução (tudo calculado em litros por hectare). Destacam-se ainda os mapas que revelam a faixa de horário e a velocidade da pulverização.

O mapa da faixa de horário permite avaliar pontos diversos, como a compatibilidade entre os horários executados e os planejados e a jornada de trabalho dos operadores.

O mapa de velocidade permite analisar se houve lentidão ou rapidez na pulverização. A velocidade influi na dimensão das gotas e em sua deriva, que representa desperdício.

Mapas para condições climáticas

O clima, todos sabem, pode ser um aliado ou um inimigo da lavoura. Ficar alerta à variabilidade climática é, portanto, fundamental. Um software apropriado integrado aos equipamentos coleta informações durante a pulverização e registra os dados em formato de mapas.

Desse modo, você consegue analisar a umidade relativa do ar em qualquer ponto da área que foi pulverizada. O software também faz o registro da temperatura do ambiente.

Os mapas possibilitam a análise das condições do clima e também verificam se os horários de pulverização são apropriados, podendo fazer o devido ajuste ainda que se tornem necessárias algumas mudanças ao longo do ano.

A agricultura de precisão está inovando a forma de trabalho no agronegócio. O empreendedor realmente precisa adotar algumas soluções de AP para otimizar suas atividades e garantir melhor produtividade. Antes de implementar soluções, convém fazer um planejamento e analisar quais os softwares mais viáveis para a sua lavoura, para o perfil de seu empreendimento.

Gostou de nossa abordagem sobre tecnologia para agricultura? Você pode se manter atualizado sobre soluções tecnológicas de forma cômoda e prática. Basta assinar a nossa newsletter e receberá conteúdo de boa qualidade em seu e-mail!

Posts relacionados

Deixe um comentário